Fotografia: Nuno Cerqueira

«Não me peçam para estar calado na Assembleia Municipal», diz Rio

Assembleia Municipal.

Nuno Cerqueira
27 Set 2020

A intervenção “quase final” do presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, levantou questões “técnicas” quanto à forma do edil ter voz na Assembleia Municipal, levando mesmo o bloquista António Lima afirmar que «o presidente da Câmara não pode vir para a Assembleia (AM) fazer comícios».

Ricardo Rio defendeu-se, levando o autarca afirmar «não me peçam para estar calado numa AM», recordando o facto de não poder falar no período em que o público faz as abordagens na AM.

O social-democrata e líder de bancada, João Granja, subiu a púlpito, também, para defender a “sua dama”.

«É preciso realizar uma revisão ao regimento da Assembleia», disse e mandou uma “bicada” recordando tempos em que o ex-autarca Mesquita Machado também usava e abusava das assembleias municipais com as suas intervenções.

Comparação que caiu mal do lado “rosa”, com João Nogueira a dizer: «o PSD tem que se decidir, pois sempre andou a dizer que Mesquita Machado não aparecia nas Assembleias, a fim deste tempo todo reconhece que afinal não era assim».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up