Fotografia: DM

Município quer salvaguardar Palacete mas não irá contender com privados

Ricardo Rio reiterou o empenho do Município em contribuir para o processo de regeneração do imóvel, mas a intervenção está balizada pelos limites da propriedade privada

Carla Esteves
15 Set 2020

O presidente da Câmara de Braga, acompanhado de uma significativa parte do executivo municipal, visitou, ontem, à tarde o Palacete Júlio Lima, na freguesia de S. Vicente,  para verificar o estado de degradação daquele imóvel da autoria do arquiteto Moura Coutinho, classificado em 2018, como “Bem Cultural de Interesse Municipal”. 

Ricardo Rio reiterou o empenho do Município em salvaguardar tão emblemática obra de arquitetura, mas recordou que a Câmara Municipal não pode contender com um imóvel de natureza privada.

A visita do executivo surgiu em resposta a um convite da Plataforma dos Amigos da Freguesia de São Vicente, que já demonstrou publicamente a sua prepcupação para com «uma perda iminente de  um imóvel do século XIX»,  que «constitui um pedaço da história da freguesia e da cidade de Braga».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up