Fotografia: DR

Sporting SAD com lucro de 12,5 ME no ano em que vendeu Bruno Fernandes (55 ME)

No documento está incluída a transferência de Rúben Amorim, que pode custar 14 ME aos cofres leoninos.

Pedro Vieira da Silva / Lusa
8 Set 2020

A SAD do Sporting terminou a temporada 2019/20 com um resultado líquido positivo de cerca de 12,5 milhões de euros (ME), de acordo com o relatório e contas publicado na segunda-feira. No documento está incluído o valor da mudança de Rúben Amorim de Braga para Alvalade.

De acordo com o documento enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD ‘leonina’ terminou a última temporada com um resultado líquido de 12,521 ME, melhorando em relação ao período homólogo, que tinha sido um resultado negativo de 7,9.

Segundo os ‘leões’, este desempenho deve-se sobretudo aos rendimentos provenientes da transação de jogadores, que atingiram 106,946 ME, “um recorde absoluto da Sporting SAD.

Nesta rubrica, destaque para a venda de Bruno Fernandes para o Manchester United, por 55 ME, mais 25 em variáveis por objetivos (já foram pagos 3 ME), assim como as saídas de Raphinha (21 ME) e Thierry Correia (12 ME).

Outro dos fatores que levou à melhoria dos resultados foi a redução da massa salarial em 12%, um decréscimo de cerca de 8,3 milhões de euros, que, de acordo com a SAD do Sporting, poderia ter sido maior, não fossem os 7,119 ME pagos em indemnizações.

Ainda não registado estão os 16,5 ME que Rafael Leão foi obrigado a pagar pela resolução ilícita do contrato de trabalho, após a invasão da Academia de Alcochete.

O volume de negócios dos ‘leões’ atingiu os 175,5 ME (período homólogo tinham sido 151,6), enquanto o passivo foi reduzido em 26,2 ME (23,3 ME devido à amortização de dívida bancária), estando atualmente nos 298.624 ME.

Os ‘leões’ preveem ainda um impacto negativo de 3,7 ME devido à pandemia de covid-19.





Notícias relacionadas


Scroll Up