Fotografia: Nuno Cerqueira

Recuperação financeira da SolidAl distinguida com prémio internacional

Economia.

Nuno Cerqueira
4 Set 2020

A SolidAl – Condutores Eléctricos, S.A –  foi distinguida pela organização norte-americana TMA (Turnaround Management Association), que reconheceu a fabricante portuguesa de cabos de energia como «a empresa internacional que operou a mais notável reestruturação e recuperação financeira no ano de 2019».

«Esta distinção premeia o árduo trabalho e dedicação de toda a equipa da SolidAl, devendo-se também ao apoio dos nossos parceiros comerciais e financeiros», considera o CEO da empresa de Esposende, François Moufflet.

Refira-se que, depois de encerrar o ano de 2018 com um volume de negócios de 34 milhões euros (ME), a empresa registou em 2019 um aumento de 150% na sua produção, elevando a faturação para 84ME.

«Como resultado do trabalho desenvolvido nos últimos dois anos, a SolidAl tem hoje uma força de trabalho assente na colaboração de mais de 400 pessoas e preserva um histórico de 50 anos no fabrico de cabos de energia para clientes em toda a Europa, pelo que estamos orgulhosos de apoiar a sua contínua transformação e crescimento», refere Arvid Trolle, Gestor de Investimentos da Njord Partners, gestora de investimentos em Situações Especiais com sede em Londres e que em 2018 adquiriu uma participação maioritária na SolidAl.

Os prémios TMA, entre os quais a distinção ‘International Company Turnaround’ conquistada pela SolidAl, são anualmente conferidos a projetos reconhecidos como «situações especiais, complexas e desafiadoras que alcançaram resultados positivos, que preservaram valor, salvaram empregos e demonstraram o poder dos esforços colaborativos e criativos», refere a organização sediada em Chicago, Estados Unidos.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up