Fotografia: DR

Papa emérito Bento XVI bate recorde de longevidade

Sumo Pontífice completou 93 anos e cinco meses

Redação/Lusa
4 Set 2020

O Papa emérito Bento XVI, ao completar 93 anos e cinco meses, tornou-se ontem no Papa mais velho da história, mas com o estatuto invulgar de “Papa emérito”, o que torna este recorde questionável desde que assumiu aquela condição em 2013.
Bento XVI, de origem alemã e nascido como Josef Ratzinger, tornou-se então o primeiro Papa a renunciar em sete séculos de história, após oito anos de um pontificado minado por uma crise profunda, quando se aproximava dos 86 anos.
Deixou a sua cadeira de líder da Igreja Católica para o argentino Jorge Bergoglio, dez anos mais jovem, que se tornou no único papa eleito sob o nome de Francisco, sem algarismos romanos.
Nascido em 16 de abril de 1927, Bento XVI destronou hoje em longevidade o Papa italiano Leão XIII, que morreu aos 93 anos em 1903, segundo cálculos do jornal episcopal italiano Avvenire e da revista Famiglia Cristiana.
«34.111 dias ao serviço de Deus, do mundo e da comunidade eclesial», escreveu a Famiglia Cristiana, citado pela AFP.
A dúvida sobre este recorde de longevidade reside em saber se o bávaro Josef Ratzinger, com seu estatuto de Papa emérito, ou seja, aposentado, deve ainda fazer parte desse “ranking”.





Notícias relacionadas


Scroll Up