Fotografia: DR

PAN questiona Águas de Barcelos sobre descargas no rio Cávado

Ambiente.

Redação
26 Ago 2020

A Comissão Política Distrital do partido Pessoas Animais e Natureza (PAN) Braga questionou a empresa Águas de Barcelos sobre as descargas de águas residuais no rio Cávado pela ETAR de Areias de Vilar.

Em visita ao concelho, o PAN tomou conhecimento de que a ETAR de Areias de Vilar apresenta uma capacidade insuficiente de tratamento do volume de águas residuais.

«Ao que se apurou foi construída uma nova ETAR, no valor de 10 milhões de euros, já em 2009, que ainda não se encontra a funcionar», confirma o PAN.

Em resposta a um pedido de esclarecimentos a Câmara de Barcelos remeteu para as competências da Águas de Barcelos e afirmou que é necessária a «construção de uma estação elevatória de grande dimensão e respetiva conduta elevatória».

Neste sentido, o PAN questionou a empresa sobre o funcionamento da atual ETAR, assim como sobre as previsões para a entrada em funcionamento da nova.

«Esta não só é uma questão de proteção ambiental e preservação do rio Cávado, mas também de saúde pública. Relembramos que o rio é utilizado por banhistas, nomeadamente no areal de Barcelinhos, que se encontra a seguir à ETAR», afirma Rafael Pinto, porta-voz distrital, acrescentando que «é importante que os banhistas sejam informados disto, que se averigue a qualidade da água e que a situação se resolva o mais rapidamente possível».





Notícias relacionadas


Scroll Up