Espaço do Diário do Minho

Testes a misters e agradecimentos devidos

31 Jul 2020
Carlos Mangas

Há sensivelmente 15 dias o “chefe” José Eduardo deu as habituais férias de verão aos colaboradores. As vicissitudes do final de campeonato, no meu caso, justificam a sua interrupção.

Em ano COVID, penso que o SC Braga exagerou nos testes. Não ao vírus, mas ao coração dos adeptos e a treinadores. Andamos, literalmente, com o coração nas mãos até aos últimos minutos do último jogo. E, como diria o Herman José, não havia “nexexidade”.

No que a treinadores – com ou sem nível – respeita, o principal responsável pelo nosso 3º lugar foi, doa a quem doer, o Rúben Amorim. Ao Abel, devemos agradecer a constituição do plantel. Ao Ricardo Sá Pinto, a brilhante época europeia. Ao Custódio, Artur Jorge e Micael Sequeira, o terem conseguido, com maior ou menor dificuldade, manter o “foco” dos jogadores nos objetivos a atingir. Ao Vital, de saída para outro clube, agradeço o trabalho de excelência com os nossos guarda redes – dos benjamins aos seniores – ao longo de quase duas décadas. Por fim, aos outros obreiros da excelente época que trabalham na sombra para que nada falte e cujos rostos mais visíveis são o Casaca, o dr. Vítor Moreira e o fisioterapeuta Francisco Miranda, nestes, agradeço a todos.

Ao presidente, primeiro e principal responsável dos sucessos e insucessos de um clube, questiono as opções quando da saída do Sá Pinto? Apostou no Rúben, treinador da equipa B, como já antes havia feito com o Abel e com sucesso, pelo que, nada a dizer. Mas, se na linha de sucessão, entendia estar o Custódio, porque não foi este promovido dos sub 17 à equipa B, na mesma altura? Porque se foi buscar outro treinador para a equipa B, que continuou a não ser aposta quando saiu o Custódio. Decisões sem fio condutor aparente, o que é estranho em alguém com um passado de muitas escolhas assertivas no que a treinadores respeita, como a que acabou de fazer para a próxima época. Bem-vindo Carvalhal e equipa técnica. Parabéns pela escolha, António Salvador.

No sábado passado, dia de Santiago, por razões pessoais e profissionais, tive de ir à Galiza pelo que só tomei conhecimento dos resultados, no regresso. Estranhei algumas sms de benfiquistas e portistas a perguntar se não achava que devia agradecer-lhes. No dia seguinte ao ler os jornais, percebi… o equívoco em que laboravam. Uns por terem ganho ao SCP diziam-nos em dívida. Outros por terem perdido – mais uma vez – connosco diziam ter facilitado.

Aos benfiquistas informei-os que eram eles a estar em dívida, pois as únicas alegrias que tiveram esta época, foram proporcionadas por nós – 3 vitórias sobre o FCP e SCP em 4º lugar.

Aos portistas agradeci o facto de terem facilitado 3 x este ano…e espero que voltem a fazê-lo na próxima época.

Aos sportinguistas, não podendo agradecer (ainda) a liquidação do valor em dívida, agradeço o empréstimo do Palhinha.

Ao Eduardo, deixo votos para que a nova carreira seja semelhante à tida como jogador.

Ao Trincão, que vi chegar enquanto coordenador da formação, apenas digo, se por lá ficares, o Barça ganhou um adepto.



Mais de Carlos Mangas

Carlos Mangas - 26 Jun 2020

A noite de S. João, 23 para 24 de junho – à atenção da DGS – com especial incidência nas cidades de Braga e Porto, foi diferente porque, responsavelmente, vivida e festejado em casa. Neste mesmo dia, mas em 1894, o barão Pierre de Coubertain criou o Comité Olímpico Internacional. De uma parceria do Comité […]

Carlos Mangas - 12 Jun 2020

Já há futebol em Portugal e, finda uma jornada, percebemos a estranheza sentida no campeonato alemão por não termos visto nem ouvido (falar de) adeptos. Por cá também não podem ir para as bancadas e são desaconselhadas aglomerações perto dos locais onde os jogos se realizem. Atendendo a que no nosso país – ao que […]

Carlos Mangas - 15 Mai 2020

Algum do tempo disponível extra-aulas, ocupo-o na Netflix com histórias de vida de desportistas e/ou clubes de referência para assim “mitigar” saudades do desporto de alto rendimento. O documentário The Last Dance que nos fala da vida “e obra” de Michael Jordan na NBA e uma entrevista de Robin van Persie (recebida via redes sociais) […]


Scroll Up