Fotografia: Arquivo DM

Igreja de Braga anuncia um novo ciclo de renovação eclesial inspirado na caridade

A proposta para o Ano Pastoral 2020/23 é que a renovação seja conjugada com a caridade «como manifestação do rosto de Deus que anunciamos»

Carla Esteves
18 Jul 2020

Se até agora «percorremos os caminhos da fé e aceitamos ser semeadores de esperança», a Arquidiocese de Braga lança agora um novo repto para dar continuidade à renovação eclesial, tendo a caridade como inspiração e «impulso pastoral».

O desafio foi apresentado ontem pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, e apontado como linha orientadora do novo Programa Pastoral 2020/23, pensado para estuturar procedimentos para um período de cerca de três anos, que serão depois «mergulhados» no concreto duma caminhada anual, com uma calendarização a partir do Ano Litúrgico e da celebração de dias que marcam a vida da Arquidiocese.

O Arcebispo Primaz lança, porém, o alerta de que ao escolher a caridade como impulso pastoral não nos desviamos da exigência da renovação, tendo o Evangelho como referência. Antes pelo contrário, a caridade «torna-se visibilidade do único Evangelho que se anuncia».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up