Fotografia: DR

Monjas cistercienses celebram 15 anos da sua presença em S. Bento

Comunidade não esconde que gostava de ter uma hospedaria

Redação
15 Jul 2020

É uma comunidade religiosa pequena, mas mantém-se firme em Rio Caldo, seguindo a regra de S. Bento “Reza e Trabalha”. São as Monjas Cistercienses que manhã celebram 15 anos da sua presença no Santuário de São Bento da Porta Aberta, em Terras de Bouro.

Constituída por apenas três Irmãs, esta comunidade mantém a esperança de crescer em número, assim como de ter uma hospedaria no santuário de São Bento da Porta Aberta, até porque o acolhimento dos hóspedes sempre fez parte da tradição monástica.

As Monjas Cistercienses de Rio Caldo repartem o tempo entre oração, leitura da Palavra, canto e trabalho. O quintal destas religiosas é uma verdadeira “obra de arte”, uma simbiose da agricultura com a fruticultura e floricultura, onde é possível encontrar variedades diferentes de fruta, legumes, flores e chás biológicos.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up