Fotografia: DM

Ricardo Rio alerta para risco de perda de centenas milhões de euros e muitos empregos

Autarca bracarense pediu intervenção dos deputados à Assembleia da República eleitos por Braga

Joaquim Martins Fernandes
10 Jul 2020

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, alertou hoje que a confusão das medidas tomadas pelo Governo para o setor do turismo é responsável pela «quase paragem» de muitas empresas ligadas ao subsetor dos eventos.

Ricardo Rio afirmou, perante a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, que no concelho de Braga, a «paragem forçada» compromete a viabilidade das oito maiores empresas ligadas ao setor da montagem de stands e eventos, que empregam 485 trabalhadores e têm uma faturação superior a 31 milhões de euros.

Os números avançados pelo autarca bracarense na intervenção que proferiu esta manhã no seminário da Associação Portuguesa das Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos, que decorreu no Altice Forum Braga, dão conta que, «a nível nacional, o setor representa cerca de 750 milhões de euros de faturação e um volume de mais de 100 mil empregos».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up