Fotografia: DR

Município investe dois milhões na instalação de mais cinco mil luminárias LED

A autarquia estima uma poupança superior a 40 por cento.

Rita Cunha
3 Jul 2020

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai investir cerca de dois milhões de euros na instalação de mais cinco mil luminárias LED, estimando assim uma poupança no consumo superior a 40 por cento.

A empreitada, um dos pontos abordados ontem na reunião do Executivo Municipal, irá ser executada este ano e no próximo. Trata-se de uma segunda fase depois de, na primeira, há dois anos, terem sido contempladas as estradas nacionais e as principais municipais. No total, o concelho passará a dispôr de dez mil lâmpadas LED na via pública, abarcando todas as estradas nacionais, municipais e os núcleos urbanos da cidade e das vilas que ficarão servidas com solução LED.

Na conferência de imprensa que se seguiu à reunião, o presidente da Câmara Municipal de Famalicão considerou que este investimento nas luminárias LED é «âncora» para o concelho por dois motivos, destacando-se, em primeiro lugar, a proteção do ambiente. «A solução LED é mais amiga do ambiente e, desta forma, contribuímos para a redução da pegada ecológica, comprometendo menos o futuro do território», explicou.
Um segundo motivo prende-se com o aspeto financeiro, já que estas dez mil lâmpadas de baixo consumo energético vão permitir à autarquia economizar mais de 40 por cento dos gastos que tem na atualidade. Recorde-se que, só na primeira fase, com cinco mil lâmpadas, a autarquia estimava poupar cerca de 355 mil euros este ano.

«É um investimento de cerca de dois milhões de euros mas com um retorno para o município a curto prazo porque vamos recuperar no consumo quando comparado com a solução tradicional», esclareceu Paulo Cunha, sublinhando tratar-se de um «investimento para o futuro das finanças municipais».
Uma terceira fase deverá arrancar a partir de 2022, tendo por alvo os caminhos vicinais (particulares ou que, originariamente particulares, se tornaram de domínio público). Depois de concluída esta terceira fase, todo o concelho famalicense disporá de luminária deste tipo.

De acordo com o edil, apesar de até à data a empreitada não ter sido feita ao abrigo de fundos comunitários, é possível que a terceira fase venha a ser.«Em 2022 haverá novos fundos comunitários e, se houver apoios neste sentido, vamos maximizá-los», disse. Contudo, deixou claro que, mesmo que estes apoios não existam, a obra será concretizada. «Nesse caso, em 2022 repensaremos o nosso plano de investimentos de modo a abranger todo o território», garantiu Paulo Cunha.





Notícias relacionadas


Scroll Up