Vídeo: DR

Minhotos alegam que Aderlan Santos deveria ter sido expulso aos 60 minutos por entrada muito dura sobre Paulinho.

Pedro Vieira da Silva
1 Julho 2020

O SC Braga queixou-se da atuação do árbitro Nuno Almeida (AF Algarve) e da restante equipa de arbitragem no jogo com o Rio Ave, em Vila do Conde, onde os vila-condenses bateram os guerreiros do Minho por 4-3.

A turma treinada por Custódio defende que Aderlan Santos deveria ter sido expulso na segunda parte, aos 60 minutos, após uma entrada dura sobre Paulinho. O árbitro, alertado pelos elementos do VAR, foi ver o lance ao monitor mas considerou não existiram razões para expulsar o defesa dos locais.

Já na compensação, Ronaldo corta um remate do atacante dos vila-condenses e “jura” a Nuno Almeida que foi com o ombro.

Nuno Almeida não teve dúvidas em assinalar grande penalidade e expulsar o defesa que tinha entrado minutos ates e terá recebido a mesma informação dos seus colegas do VAR que estavam na Cidade do Futebol.

Os guerreiros do Minho sentiram-se, assim, prejudicados com a atuação do árbitro algarvio e podem, ainda hoje, tomar uma posição oficial sobre o assunto.

O SC Braga pode, hoje, ficar mais longe do pódio, caso o Sporting empate ou vença, em Alvalade, o Gil Vicente.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]


Outros Vídeos

Scroll Up