Fotografia: Direcção-Geral de Saúde

Marcelo faz apelo a que se use mais máscara

Marcelo Rebelo de Sousa admitiu que há ainda «muitas perguntas sem resposta» sobre esta doença provocada por um novo coronavírus, mas acrescentou que isso acontece «em todo o mundo, a começar pela Organização Mundial de Saúde (OMS)».

Redação / Lusa
24 Jun 2020

O Presidente da República afastou hoje um cenário de descontrolo da propagação da covid-19 em Portugal, afirmando que os números não mostram isso, e fez um apelo a que se use mais máscara no espaço público.

«Faço aqui um novo apelo a que, no espaço público, e no espaço público de grande participação, tal como nos espaços privados já acontece e deve acontecer por regra, independentemente do número de pessoas, mas por maioria de razão com um número elevado, a máscara seja mais utilizada», declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, no Infarmed, em Lisboa, alertando também para “o uso de máscara muitas vezes feito com displicência”.

O chefe de Estado, que falava no final de mais uma reunião sobre a evolução da covid-19 em Portugal, referiu que «em momento algum se encontrou a ideia de descontrolo da epidemia, quer a nível nacional, quer a nível da região de Lisboa e Vale do Tejo, quer na evolução do número de mortos, de óbitos, quer na pressão sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS)».

ΩO que os números mostram não é um descontrolo. O descontrolo existiria se houvesse aquilo que nalguns cenários chegou a ser aventado, que é uma duplicação ou mais do que duplicação do número de contaminados, pressionando o número de internados e de internados em cuidados intensivos. Isso não existe», reforçou.





Notícias relacionadas


Scroll Up