Fotografia: Nuno Cerqueira

Memorial do Cónego Melo novamente vandalizado

Vandalismo.

Nuno Cerqueira
14 Jun 2020

O memorial dedicado ao Cónego Melo surgiu hoje de manhã novamente vandalizado.

Situado na rotunda de ligação entre a rua Conselheiro Bento Miguel e o Largo Monte de Arcos, no memorial foram pichadas as palavras, em tinta vermelha, «25, assassino, Max, abril, facho» e a letra “P”.

A estátua do Cónego Melo não foi danificada.

«Passo no local há mais de um ano e ainda ontem pude verificar que estava limpa», refere Filipe Peixoto no Fórum Cidadania Braga, assim como o presidente da Câmara de Braga confirma que o memorial havia sido limpo.

Em declarações o Observador, Ricardo Rio, afirma que «a história não se reescreve com vandalismo».

«Não podemos aceitar que alguns manifestem a sua posição desta forma. A história não se reescreve com este tipo de iniciativas de vandalismo em relação àquilo que são peças de memória coletiva que não deixam de evocar a história», disse, distanciando o ato com das situações de racismo que têm estado na ordem do dia.

«Não enquadraria esta iniciativa nesta situação mais abrangente que hoje lamentavelmente se vive um pouco por todo o mundo, já que os atos de vandalismo à estátua têm sido recorrentes nos últimos anos», apontou.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up