Fotografia: DR

Francisco apela à criação de «verdadeiras correntes de solidariedade»

Papa presidiu à celebração do Corpo de Deus, na Basílica de São Pedro

Redação/Ecclesia
14 Jun 2020

O Papa apelou hoje à criação de «verdadeiras correntes de solidariedade» na Igreja e na sociedade, quando presidia à missa da solenidade do Corpo de Deus, na Basílica de São Pedro.

«Agora é urgente cuidar de quem tem fome de alimento e dignidade, de quem não trabalha e tem dificuldade em seguir para diante. E fazê-lo de modo concreto, como concreto é o Pão que Jesus nos dá. É precisa uma proximidade real; são necessárias verdadeiras correntes de solidariedade», declarou Francisco, na homilia.

«Na Eucaristia, Jesus aproxima-Se de nós: não deixemos sozinho quem vive ao nosso lado», acrescentou.

O Papa falou da missa como o «tesouro» mais importante na vida dos católicos e convidou-os a redescobrir a «adoração». Francisco destacou ainda a importância da Eucaristia para superar uma memória «negativa» que cada um carrega, em si, e um sentimento coletivo de «orfandade».

A cerimónia contou com a participação de cerca de 50 pessoas, junto ao altar da Cátedra, concluindo-se com a exposição do Santíssimo Sacramento e a bênção eucarística.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up