Fotografia: DM

Eis os 14 ícones minhotos eleitos para “7 Maravilhas da Cultura Popular”

Nesta 9.ª edição das Maravilhas de Portugal, foram recebidas ao todo 504 candidaturas, que foram avaliadas pelo Conselho Científico, composto por sete elementos de cada um dos 18 distritos e dois das regiões autónomas.

Pedro Vieira da Silva
9 Jun 2020

Os Lenços de Namorados «são um dos sete nomeados» do distrito de Braga “7 Maravilhas da Cultura Popular”, destacou, em nota enviada às redações, a Câmara Municipal de Vila Verde.

Eis os 14 nomeados dos distritos de Braga e Viana do Castelo

Braga

Banda Plástica de Barcelos, Figurado de Barcelos, Lenda do Galo de Barcelos, Festas de S. João, Gigantones e Cabeçudos, Filigrana da Póvoa de Lanhoso e Lenços de Namorados.

Viana do Castelo
Romaria de São João d’ Arga, Vira do Alto Minho, Romaria de S. Bartolomeu, Concertina e cantares ao desafio de Ponte de Lima, Feiras Novas, Romaria da Nossa Senhora da Agonia e Romaria Santa Marta.

Nesta 9.ª edição das Maravilhas de Portugal, foram recebidas ao todo 504 candidaturas, que foram avaliadas pelo Conselho Científico, composto por sete elementos de cada um dos 18 distritos e dois das regiões autónomas.

Um painel de especialistas elegeu sete patrimónios de cada região, o que corresponde a um total de 140 finalistas — que participarão nas respetivas eliminatórias regionais, a quarta fase do concurso.

As 20 finais regionais correspondem a 20 programas em direto, a transmitir no mês de julho, a partir dos municípios mais pequenos que estiverem a concurso, onde serão diretamente apurados os 20 vencedores.

Segue-se um programa de “repescagem”, a realizar no dia 16 de Agosto, onde o voto popular decidirá quais os oito repescados, a partir dos 20 segundos classificados nas finais regionais.

«Estes 28 semi-finalistas serão distribuídos por critérios de proximidade geográfica, em duas semi-finais, que irão apurar os 14 finalistas, a realizar nos dias 23 e 30 de Agosto. A 5 de Setembro será efetuada a Declaração Oficial das 7 Maravilhas da Cultura Popular®, em “horário nobre” na RTP», finaliza a nota enviada às redações.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up