Fotografia: DM
Milhares de portugueses voltam amanhã aos locais de trabalho (deixa de ser obrigatório o teletrabalho)

Leia o documento da Autoridade para as Condições do Trabalho que estabelece as regras para um regresso em segurança.

Pedro Vieira da Silva
1 Jun 2020

A terceira fase do plano de desconfinamento devido à pandemia de covid-19 arranca na segunda-feira, com o fim do «dever cívico de recolhimento».

Quanto às regras de trabalho, é eliminada a obrigatoriedade do teletrabalho, exceto para os trabalhadores que apresentem um certificado médico que ateste que estão abrangidos pelo regime excecional de proteção de imunodeprimidos e doentes crónicos, trabalhadores com grau de incapacidade igual ou superior a 60%, trabalhadores com filhos ou outros dependentes a cargo menores de 12 anos ou com deficiência ou doença crónica ou quando os espaços físicos e a organização do trabalho não permitam o cumprimento seguro das orientações da DGS e da Autoridade para as Condições do Trabalho.

Veja AQUI o documento com todas as regras/recomendações/medidas da Autoridade para as Condições do Trabalho.

Neste âmbito, o Governo sugere que se opte por «um desconfinamento parcial», através de turnos diários ou turnos semanais, com equipas ’em espelho’, «para poderem ser treinadas metodologias de trabalho» que terão de continuar a ser adotadas devido à pandemia.





Notícias relacionadas


Scroll Up