Fotografia: DR

«Pior do que esta crise, só o drama de a desperdiçar»

Papa encerra tempo pascal com apelo à unidade e à esperança

Redação/Ecclesia
31 Mai 2020

O Papa apelou hoje no Vaticano a superar o pessimismo e o egoísmo, num momento de crise, apelando à unidade e à esperança, falando durante a Missa de Pentecostes, que encerra o tempo pascal no calendário católico.

«Pior do que esta crise, só o drama de a desperdiçar, fechando-nos em nós mesmos», advertiu, na homilia da celebração a que presidiu na Basílica de São Pedro, com a presença de algumas dezenas de fiéis.

A intervenção centrou-se na necessidade de viver a vida como «dom», apresentando três «inimigos» dessa perspetiva: o narcisismo, a vitimização e o pessimismo.

«Nesta pandemia, faz um mal imenso o narcisismo, o debruçar-se apenas sobre as próprias carências, insensível às dos outros, o não admitir as próprias fragilidades e erros», advertiu.

Francisco sublinhou também que a lamentação constante e o ver «tudo negro» são travões ao recomeço, depois da crise provocada pela Covid-19, pensando que «nada voltará a ser como antes».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up