Fotografia: Arquivo DM

Desemprego sobe 40 por cento em Amares, Famalicão e Vizela

Distrito acumula mais de 6 mil desempregados em 2 meses de pandemia

Joaquim Martins Fernandes
25 Mai 2020

O concelho de Amares registou a maior subida do desemprego no distrito de Braga. Em apenas dois meses, o agravamento ultrapassou os 40 por cento.

Mas também os concelhos de Vizela e de Vila Nova de Famalicão acumulam novos desempregados na mesma grandeza.

O concelho de Braga contabiliza a maior subida absoluta no número de novos desempregados registados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), tendo agora mais 1513 desempregados que os 6020 que tinha no final de fevereiro.

O concelho de Cabeceiras de Basto é o que regista o menor impacto da crise económica no desemprego registado.

Ao nível do distrito der Braga, os números avançados pelo IEFP dão conta de uma subida de 3839 desempregados no final de abril face ao mês de março deste ano, agravamento que já evidencia os efeitos da pandemia no mercado de trabalho. Mas no acumulado de dois meses de pandemia, há mais 6117 novos desempregados face aos 25 mil 808 que foram contabilizados no final de fevereiro.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up