Fotografia: Arquivo DM
Obras nos bairros sociais prosseguem apesar das contingências da pandemia

A vereadora da Habitação, Olga Pereira, assegura que as obras nos bairros sociais da cidade prosseguirão

Carla Esteves
22 Mai 2020

Não estão paradas as obras nos Bairros Sociais de Santa Tecla e das Enguardas, apesar das contingências e dos atrasos grandemente motivados pela Covid-19. A intervenção neste segundo bairro foi já retomada há mais de 15 dias, ao passo que no Bairro Social de Santa Tecla prossegue esta semana com novo impulso, depois da pandemia ter impedido que o processo decorresse com a celeridade prevista.

Segundo a vereadora da Habitação, Olga Pereira, «o processo de intervenção nos bairros sociais da cidade nunca esteve parado, mas as implicações decorrentes da componente epidemiológica acabaram por alargar prazos».

O administrador da BragaHabit, Vítor Esperança, recorda que as intervenções implicam retirar as pessoas das suas casas, bem como todos os seus bens, afastando-as do seu ambiente natural.

A BragaHabit assegura o realojamento temporário durante todo o período em que as obras decorrem, mas o processo é, desde logo, suscetível a demoras porque há muitos moradores que colocam entraves em em sair da sua casa, mesmo temporariamente, ainda que o objetivo seja melhorara s ua situação habitacional.

«São circunstâncias que, já de si, condicionam o processo e fazem com que as obras não decorram ao ritmo previsto, mas com o coronavírus este processo acabou por tonar-se ainda mais moroso, até porque não podíamos entrar nas casas durante a fase de confinamento», disse.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up