Fotografia: DR

Apanhar sol e ar puro está “autorizado”… se cumpridas «as regras de distanciamento físico»

Questionado pelos jornalistas, o ministro começou por referir que o exercício físico está permitido, bem como a prática de desportos individuais, desde que feitos com respeito pelas regras de distanciamento.

Redação / Lusa
19 Mai 2020

As regras de acesso às praias neste verão, devido à covid-19, que foram apresentadas na semana passada, estão esta semana a ser discutidas pelo Ministério do Ambiente e com todos os municípios com praia.

Segundo o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, essas regras gerais aprovadas pelo Governo na passada sexta-feira estão a ser discutidas com todos os municípios que têm praias ao longo desta semana, “porque as regras gerais são conhecidas, mas é preciso aplica-las a cada praia”.

«É muito diferente os 50 quilómetros de areal de Troia a Sines de pequenas praias encravadas entre rochedos», disse o ministro, que fazia um balanço da primeira quinzena da situação de calamidade, decretada pelo Governo a propósito do novo coronavírus, que provoca a doença covid-19.

Questionado pelos jornalistas, o ministro começou por referir que o exercício físico está permitido, bem como a prática de desportos individuais, desde que feitos com respeito pelas regras de distanciamento.

Com a época balnear a abrir a 6 de junho, o ministro foi questionado sobre que regras se aplicam para quem quer ir agora à praia.

«Até lá apanhar sol e ar puro é compatível com as regras de distanciamento físico», respondeu Eduardo Cabrita, frisando que cabe aos portugueses garantir o respeito pelas regras de distanciamento e evitar «os ajuntamentos», porque se for necessário as forças de segurança «cumprirão a sua missão».

 

 

«O que está marcado para 6 de junho é o funcionamento das praias com zonas de banho concessionadas, sujeitas a um conjunto de regras apresentadas na passada sexta-feira, que estão durante esta semana a ser discutidas pelo Ministério do Ambiente com a participação dos secretários de Estado com funções de coordenação regional», e com os municípios com praia, explicou.





Notícias relacionadas


Scroll Up