Fotografia: DR

AG de obrigacionistas da FC Porto SAD para pedir adiamento do pagamento do EO adiada

A FC Porto – Futebol, SAD encerrou o primeiro semestre de 2019/20 com um prejuízo de quase 52 ME (51,854).

Redação / Lusa
13 Mai 2020

A assembleia-geral de obrigacionistas da FC Porto SAD, marcada para 19 de maio com vista a pedir o adiamento por um ano do pagamento das obrigações, foi adiada para 5 de junho, por falta de quórum constitutivo.

A segunda convocação, hoje anunciada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), decorrerá por «meios telemáticos» e tem como objetivo adiar o pagamento das obrigações em um ano, uma pretensão justificada pela SAD ‘azul e branca’ como se devendo à incerteza provocada pela pandemia de covid-19.

A emissão em causa, que vence já em 9 de junho próximo, é de 35 milhões de euros e tinha como pressuposto agora uma nova emissão, para seu pagamento, e um adiamento tem de ser aprovado em assembleia de obrigacionistas.

Em comunicado de 27 de abril, os ‘dragões’ explicam que o reembolso do empréstimo poderá ser executado antes de 9 de junho de 2021, tendo o adiamento como objetivo potenciar «o sucesso de uma emissão obrigacionista concretizada num cenário mais favorável».

Os resultados do primeiro semestre da FC Porto SAD deram um resultado negativo de 52 milhões de euros.





Notícias relacionadas


Scroll Up