Fotografia: SC Braga

Miguel Falé diz que chegar à equipa A «é um sonho tornado realidade»

«A velocidade, a capacidade técnica e a utilização do corpo» são principais características de Miguel Falé, destaca o ponta-de-lança.

Pedro Vieira da Silva
7 Mai 2020

Miiguel Maria Falé, de 16 anos, que tem brilhado, intensamente, nas equipas jovens do SC Braga – 39 golos em 44 jogos nas duas temporadas –, revelou, hoje, que subir à equipa principal «era um sonho» .

 

«Esperar não esperava», vincou o ponta-de-lança, que trabalhou com Custódio, a quem tece os mais rasgados elogios, nos juvenis.

«A mensagem que o mister nos passou e que nós também temos bem em mente é tentar evoluir, porque nunca é fácil chegar à equipa principal. Agora que consegui é preciso aprender e evoluir com eles, porque mais do que ninguém têm muita experiência para nos transmitir os melhores ensinamentos», vincou o ponta-de-lança, numa conversa com os jornalistas, por teleconferência, promovida pelo departamento de formação do SC Braga.

«A minha posição de raiz é ponta-de-lança. Sou um avançado móvel, gosto de percorrer o terreno durante o jogo», revela.

Yan Said, filho de Wender, ponta-de-lança que percorre toda a frente de ataque, também revelou, esta manhã, que chegar à equipa principal «foi um sonho tornado realidade», acrescentando que pretende «seguir as pisadas» do pai, antigo farol ofensivo dos minhotos e que é um jogador ainda hoje muito acarinhado e recordado com emoção pelos adeptos braguistas.

 

<p align=”JUSTIFY”><span class=”credit_foto_editor_part2″>[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]</span></p>





Notícias relacionadas


Scroll Up