Fotografia: DR

Restaurantes em protesto contra falta de medidas para o setor

Autarquia de Braga anunciou medidas para atenuar crise nos estabelecimentos.

José Costa Lima
6 Mai 2020

O movimento URBAC19, que agrega cerca de centena e meia de restaurantes de Braga, manifestou-se hoje de manhã, em frente à Câmara Municipal, para criticar a «falta de medidas concretas» para o setor, designadamente «por parte Estado». Segundo Tiago Carvalho, porta-voz do movimento, quatro restaurantes já encerraram e 40 trabalhadores já foram dispensados desde que a pandemia da Covid-19 obrigou ao fecho de portas dos espaços.
Na iniciativa esteve presente Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, autarca que se associou à manifestação, ouviu os proprietários e anunciou duas novas medidas para atenuar a crise da restauração: extensão das esplanadas para ruas e praças e adjacentes sem qualquer custo e prolongamento da isenção das taxas municipais até final do ano.
«Estas medidas vão permitir aumentar a capacidade dos estabelecimentos e garantir mais condições de segurança aos clientes», disse Ricardo Rio, ele que recebeu por parte do URBAC19 as chaves dos estabelecimentos em protesto, num ato simbólico que procurou sensibilizar os agentes políticos para «as grandes dificuldades por que estão a passar os restaurantes».





Notícias relacionadas


Scroll Up