Fotografia: SC Braga

Cidade Desportiva (segunda fase), equipamentos e Estádio do Centenário custam 25,9 ME

Obras do Estádio do Centenário só serão adjudicadas «no momento» em que a SAD arsenalista «considere oportuno, em função da evolução da sua atividade».

Pedro Vieira da Silva
5 Mai 2020

Os acionistas da Sporting Clube de Braga – Futebol, SAD reuniram, hoje, na sala de Imprensa do anfietatro dos guerreiros do Minho, em assembleia- geral extraordinária, com representação de 61,3% da estrutura acionista, tendo estes aprovado «o projeto da 2.ª fase da Cidade Desportiva e a sua execução imediata, com arranque durante o mês de maio e conclusão prevista para dezembro de 2021, dividido por três fases.».

 

A obra (total) vai custar aos cofres minhotos 25,9 ME, tendo a construção da «2.ª fase da Cidade Desportiva recaiu sobre a empresa ABB por 16,9 milhões de euros, correspondendo à melhor proposta apresentada».

À parte da construção da obra, «acresce o equipamento das várias áreas desportivas – incluindo pavilhão multiusos e área de trabalho do futebol profissional – e a aquisição do equipamento necessário à área residencial (49 quartos), às áreas de restauração e de lazer, à loja do associado e à SC Braga Store, bem como a todos os serviços e espaços administrativos. Estes equipamentos, juntamente com custos com projetistas e coordenação e fiscalização da obra, terão um custo adicional estimado em três milhões de euros», junta a nota.

O «ponto dois da ordem de trabalhos centrou-se na apresentação do Estádio do Centenário, cujo projeto foi também aprovado, bem como os custos previsíveis com a obra, que serão de cerca de seis milhões de euros», destaca a nota publicada pelo SC Braga.

Deste prazo de consstrução (dezembro de 2021) exclui-se o Estádio do Centenário, no qual jogarão as equipas B e feminina.

 

O início da construção do novo recinto, contudo, ainda não está definido e estará dependente das contas da SAD. «Esta obra será adjudicada pela SAD no momento que esta considere oportuno, em função da evolução da sua atividade”, pode ler-se na nota publicada no sítio oficial dos bracarenses.

«Esta obra (Estádio do Centenário) será adjudicada pela SAD no momento que esta considere oportuno, em função da evolução da sua atividade», destaca o clube bracarense.

  • CUSTOS
  • – Segunda fase da Cidade Desportiva (16,9 ME)
  • Começa agora e estará pronto até final de 2021
  • – Equipamento das várias áreas (3 milhões de euros)
  • Começa agora e estará pronto até final de 2021
  • – Estádio do Centenário (seis milhões)
  • Adjudicação será feita mais tarde




Notícias relacionadas


Scroll Up