Fotografia: DR

Grávidas assistem à bênção e pedem proteção em tempos difíceis

Associação Famílias e Pastoral da Família de Braga assinalam dia.

Ana Marques Pinheiro
26 Abr 2020

A Pastoral da Família da cidade de Braga e a Associação Famílias celebraram hoje a festa de Santa Joana Beretta Molla. Há vários anos que no domingo mais próximo do dia 28 de abril a igreja de S. Lázaro celebra a bênção das grávidas. 

Este ano a bênção não pôde ser presencial, mas foram dezenas de grávidas que assistiram a transmissão da eucaristia, via facebook. Na celebração esteve presente a imagem de Santa Joana, padroeira das grávidas e da Associação Famílias.

O Cónego Roberto Rosmaninho presidiu à eucaristia e fez referência à história de Joana Beretta Molla.

O presbítero explicou que esta «mãe, mulher e médica no quarto filho» foi confrontada com uma situação onde podia correr risco de vida se levasse a gravidez até ao fim. Perante esta situação dramática decide que não queria abortar e que não queria matar uma vida.

«Se há risco entre a minha vida ou a da minha filha, que seja a minha a ficar mais em risco», recordou o Cónego Roberto Rosmaninho.

A médica levou a gravidez até ao fim, o nascimento do bebé correu bem, mas acabou por falecer por complicações posteriores na saúde.

O presbítero lembrou todas as inquietações sentidas pelas grávidas e pelas famílias em época de pandemia e colocou-as «no altar do Senhor».

[Notícia completa na edição de amanhã do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up