Fotografia: CMVN Famalicão

Câmara de Famalicão junta dezenas de instituições no Gabinete de Emergência Social

Presidente Paulo Cunha coordena o Gabinete, que já está no terreno

Joaquim Martins Fernandes
24 Abr 2020

Mais de duas dezenas de entidades públicas e privadas do concelho de Vila Nova de Famalicão integram o Gabinete de Emergência Social lançado pelo Município para monitorizar a evolução das necessidades sociais do concelho e avaliar a eficácia das medidas que vão sendo colocadas no terreno.

«É um verdadeiro observatório da realidade do concelho de Famalicão, com diversos parceiros sociais posicionados sobre as mais diversas áreas do território, para que nada nos escape, nenhum problema fique sem solução e ninguém deixe de ser apoiado», afirmou o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que assume a coordenação da nova estrutura.

Em comunicado divulgado aos órgãos de comunicação social, a autarquia famalicense afirma que o Gabinete de Emergência Social «vai-se posicionar como um verdadeiro observatório do território» e «fornecerá ao tecido institucional famalicense um diagnóstico permanente e atualizado sobre as necessidades do concelho e dos impactos das medidas e respostas lançadas para o terreno pelas entidades oficiais do município».
[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up