Fotografia:

Terço em balões leva Páscoa a utentes com deficiência

Lançamento realizou-se a partir do santuário de Nossa Senhora da Saúde, em Laúndos, Póvoa de Varzim

13 Abr 2020

Um terço em balões de cor branca e amarela foi lançado ao ar no Domingo de Páscoa a partir do santuário de Nossa Senhora da Saúde, em Laúndos, e foi cair no portão do MAPADI – Movimento de Apoio de Pais e Amigos ao Diminuído Intelectual, na freguesia de Terroso, Póvoa de Varzim.

Esta foi uma forma do santuário se «unir ao sofrimento de todas as vítimas de Covid-19, a quantos estão infetados e doentes, às famílias de luto, a quantos perderam os seus empregos, a todos quantos lutam para aguentar esta barca que navega numa tempestade inimaginável», disse o padre Guilherme Peixoto, pároco de Amorim e Laúndos, Póvoa de Varzim.

O sacerdote referiu que os balões poderiam ter caído em qualquer outro local, mais foram ao encontro daquela Instituição, sem que ninguém interferisse, levando Jesus Ressuscitado aos utentes que «de tantos carinhos, cuidados, e conforto da Mãe, necessitam».

O MAPADI – que presta serviços a pessoas com deficiência intelectual do concelho da Póvoa de Varzim – tem um lar residencial e residências autónomas com 59 utentes, entre os 18 e os 70 anos de idade.

[Notícia na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up