Vídeo: Nuno Cerqueira

Covid-19 leva à libertação de presos em Braga.

Nuno Cerqueira
13 Abril 2020

Nestes dois últimos dias saíram seis reclusos da Cadeia Regional de Braga e estes defendem que há mais que mereciam sair.

Estes reclusos beneficiaram de mandado de libertação devido às normas excecionais de flexibilização de penas motivadas pela pandemia do coronavírus.

Um dos seis libertado, que estava a dez meses de terminar a pena por furtos na cidade de Braga, afirmou ao Diário do Minho que «deviam sair mais presos por coisas pequenas», defendendo, a invés, a prisão dos violadores e dos pedófilos,

Pedindo para não ser identificado, nem reconhecido publicamente deixando-se filmar e fotografar só de costas, este quer aproveitar agora para retomar uma vida normal em Braga.

Do total de seis homens libertados, dois no sábado e quatro domingo, três estavam presos por crimes estradais e falta de carta de condução, dois por furtos e o sexto devido a burlas, que beneficiaram da medida governamental visando retirar das penitenciárias portuguesas reclusos por crimes de menor gravidade ou que estejam perto de acabar as suas penas, de modo a haver mais espaço nos meio prisionais, para tentar evitar o contágio da Covid-19.

O Estabelecimento Prisional Regional de Braga tem mesmo assim mais de uma centena de reclusos, sendo dos mais sobrelotados, só tem detidos do género masculino, mas além de preventivos, também se encontram recluídos arguidos a cumprir a fase de condenação.


Outros Vídeos

Scroll Up