Fotografia:

Pandemia vai deixar os sem abrigo numa situação muito complicada

Notícia integra reportagem do Diário do Minho sobre as medidas adotadas pelo Projeto Homem sobre a Covid-19

10 Abr 2020

O presidente do Centro de Solidariedade de Braga – Projeto Homem, Guilherme Meneses, estima que o futuro pós-pandemia das populações mais fragilizadas deverá ser muito mais complicado do que já é hoje.

Em declarações ao Diário do Minho, Guilherme Meneses antecipa que «a realidade dos sem abrigo atuais vai ser muito alterada» e que os efeitos da pandemia causada pelo vírus SARS-Cov-2 «vai correr menos bem» para quem «já está muito fragilizado».

«Temo muito que muitos sem abrigo possam perder o apoio que têm, atualmente, ao nível da habitação», acentuou, dando conta que muitas outras pessoas que vivem muito perto do limiar da pobreza também possam ser «muito afetadas» e, inclusive, acabar por perder a capacidade de terem habitação». Guilherme Meneses adverte também para «uma subida» do consumo de drogas.
[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up