Fotografia: Projeto Homem

Instituição lança apelo a ajuda solidária centrada em jovens carenciados

Projeto Homem apela a ajuda solidária para a aquisição de computadores e tablets

Joaquim Martins Fernandes
9 Abr 2020

O presidente da Direção do Centro de Solidariedade de Braga – Projeto Homem, Guilherme Meneses, faz um apelo à ajuda solidária da comunidade para a angariação de equipamentos como computadores e “tablets” que permitam à instituição manter, em situação de igualdade, a continuidade de um programa centrado na prevenção de jovens em risco de toxicodependência.

Conforme referiu Guilherme Meneses, o Projeto Homem desenvolve um programa de prevenção de comportamentos aditivos, como o risco de toxicodependência, que é dirigido a jovens em situação de risco. Com a pandemia causada pelo novo Coronavírus e a subsequente imposição de isolamento social preventivo, as equipas afetas ao programa foram obrigadas a deixar de atuar no terreno, alterando as suas ações e atividades para o território virtual, mediante o recurso às novas tecnologias a às vias digitais.

Acontece que, «no último mês, têm sido encontradas algumas limitações, uma vez que nem todos os jovens e nem todas as famílias têm computadores e acesso à internet em casa», alerta o presidente do Projeto Homem, fazendo saber que «a falta destes meios reduz a eficácia do trabalho junto destes jovens e das suas famílias».

Para contrariar o «aumento da desigualdade e a consequente desmotivação [do público alvo do programa], uma vez que não têm meios de acesso aos materiais», o líder do Projeto Homem vinca que só há uma saída: criar condições para que todos os jovens possam continuar dentro do programa». Isso implica que todos tenham computador ou “tablet” em casa, além de acesso à internet.
[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up