Fotografia: DR

Cristãos desafiados a atender aos problemas que afetam a Humanidade

D. Jorge Ortiga pede aos leigos que ajudem a colocar a Igreja nos caminhos do homem

Jorge Oliveira
8 Abr 2020

O Arcebispo de Braga pediu hoje aos fiéis que se foquem nos problemas que verdadeiramente afetam a Humanidade, lembrando que ela «continua com tristezas e sem esperança».

«Temos de acordar para esta responsabilidade de mostrar que a Igreja é solidária com todos os dinamismos humanos. Tomemos consciência desta responsabilidade, que toca a cada um. O mundo pode ser diferente a partir do muito ou pouco que cada um poderá fazer», disse D. Jorge Ortiga.

O prelado, que celebrava a Eucaristia na capela do Paço Arquiepiscopal, apontando já para o Tríduo Pascal, que amanhã se inicia, observou que muitas vezes os cristãos deixam-se orientar por «pensamentos e doutrinas abstratas e desligadas dos problemas que verdadeiramente afetam a Humanidade», caminhando por estradas paralelas – «O ser humano por um lado e a Igreja por outro».

Por isso, e depois de frisar que «a paixão de Jesus continua viva na história», apelou aos leigos que ajudem a colocar a Igreja nos «caminhos do Homem» para que este faça uma «adesão pessoal a Cristo».

No final da celebração, o prelado aproveitou para deixar um «grande obrigado» a todas as pessoas  – e citou o conjunto de homens e mulheres que servem em instituições, confrarias ou irmandades, Misericórdias e associações – que fazem com que a «fisionomia cristã» se conserve na sociedade.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up