Fotografia: Jorge Oliveira
Funcionários públicos com tolerância de ponto nos dias 9 e 13 de abril

Tolerância de ponte abrange o dia todo de Quinta-feira Santa e de Segunda-feira de Páscoa

Redação/Lusa
4 Abr 2020

O primeiro-ministro assinou um despacho a conceder tolerância de ponto nos próximos dias 9 e 13, no período da Páscoa, a todos os trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado.

«É concedida tolerância de ponto aos trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado, sejam eles centrais ou desconcentrados, e nos institutos públicos, nos dias 9 e 13 de abril», lê-se no despacho assinado ontem por António Costa.

Segundo fonte do Governo, ao contrário do que tinha sido a prática comum em anos anteriores relativamente ao período da Páscoa, a tolerância de ponto é agora dada para todo o dia da próxima quinta-feira, 9 de abril, e não apenas para o período da tarde desse dia.

Além disso, a tolerância de ponto vai abranger também o dia inteiro da segunda-feira seguinte ao domingo da Páscoa, dia 13, o que antes também não acontecia.

No diploma, para justificar estas mudanças face a anos anteriores, refere-se que «foi renovada a declaração do estado de emergência pelo decreto do Presidente da República» de 2 de abril «e que, no quadro da sua execução, o Governo decidiu limitar especialmente a circulação no período da Páscoa».

Acrescenta-se em seguida «a importância de serem adotadas medidas que permitam o reforço do recolhimento domiciliário e contribuam para a menor circulação de cidadãos no referido período, nomeadamente os funcionários públicos».

Da tolerância de ponto, segundo o mesmo diploma, excetuam-se «os trabalhadores dos serviços essenciais» referidos no artigo 10.º do decreto de 13 de março que estabelece medidas excecionais e temporárias relativas à situação epidemiológica do novo coronavírus.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up