Fotografia: Arquivo DM

Câmara de Braga já investiu meio milhão de euros em testes e apoio logístico à Covid-19

Câmara de Braga vai aumentar pacote de medidas sociais dirigidas às famílias mais carenciadas

Joaquim Martins Fernandes
4 Abr 2020

A Câmara Municipal de Braga já investiu cerca de meio milhão de euros no pagamento de testes à Covid 19 e em operações de logística afetas à pandemia.

A revelação foi feita hoje ao Diário do Minho pelo presidente Ricardo Rio, que antecipa a necessidade de um maior apoio às famílias que vão ter perda de rendimento, pela via do reforço ao pagamento das rendas.

Para contrabalançar a subida dos encargos, o Município de Braga vai contar com cerca de 1,2 milhões de euros das atividades culturais e recreativas que foram canceladas, mas Ricardo Rio adverte que a “poupança” forçada não é linear, já que associada ao cancelamento dos eventos também está a perda de receitas de centenas de milhares de euros.

Ricardo Rio antecipa que os custos a assumir pelo Município de Braga continuem a crescer de «forma significativa» e aponta o Regime de Apoio Direto ao Arrendamento (RADA) como uma das vertentes sociais que «vai precisar de ser reforçada».

«Neste momento, a Câmara Municipal de Braga já disponibiliza 600 mil euros para ajudar as famílias a pagar as rendas, mas estimamos que essa verba tenha que ser reforçada», sublinhou Ricardo Rio, dando conta que o reforço das verbas para o programa que é gerido diretamente pela Câmara Municipal «vai depender do número de famílias» que tenham perda de rendimento que as coloquem numa situação de carência económica compatível com o regulamento do RADA.

«Além disso, a Bragahabit – Empresa Municipal de Habitação de Braga também já reforçou as medidas de apoio às famílias que beneficiam de habitação social», continuou o autarca bracarense, dando como exemplo «a concessão de moratórias» que permitem a suspensão do pagamento das rendas às famílias que residem nas habitações sociais que são propriedade do Município de Braga.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up