Fotografia: Arquivo DM

Braga regista mais de um terço dos 642 infetados no Minho

Valença entrou hoje na “lista negra” dos concelhos com doentes confirmados com Codiv-19

Joaquim Martins Fernandes
1 Abr 2020

O número de pessoas infetadas com a Covid-19 na região do Minho subiu de 565 para 642 casos confirmados pela Direção Geral da Saúde (DGS), evolução que traduz uma subida de quase 14 por cento, valor que ultrapassa em 3 pontos o aumento confirmado para o território nacional, que viu o número de doentes subir de 7443 para 8251, ou seja, menos de 11 por cento.

O concelho de Braga concentra mais um de terço do números de doentes contaminados com o vírus SARS-CoV-2 e o concelho de Valença entrou ontem, pela primeira vez, no Relatório Epidemiológico da DGS, com três pessoas infetadas.

Os números da DGS fazem saber que Braga registou hoje uma subida de 25 infetados com a Covid-19. O número de casos passou de 220 para 245, evolução que coloca Braga no sétimo lugar do “ranking” nacional dos concelhos com mais infetados.

O país tem agora 8251 infetados, mantendo 43 doentes quer foram dados como recuperados há quase uma semana. Já o número de mortos cresceu de 160 para 187, sendo que a Região Norte tem mais de metade dos doentes infetados (4910) e mais de metade dos mortos causados pela Covid-19 (95).

No Minho, além de Braga e de valença, também os concelhos de Guimarães, Vila Nova de Famalicão, Barcelos, Amares, Esposende, Fafe, Vieira do Minho, Vizela, Arcos de Valdevez, Caminha, Monção, Melgaço e Viana do Castelo têm entre 3 e 99 casos confirmados.
[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up