Fotografia: DR
Lar em Darque confirma infeção em utente de 90 anos

O caso foi confirmado ontem à tarde no Hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

Redação/Lusa
31 Mar 2020

A direção do centro social e paroquial de Darque, em Viana do Castelo, disse hoje ter sido confirmada a infeção por covid-19 numa utente de 90 anos do lar da instituição, conduzida ao hospital por “problemas renais e respiratórios”.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da direção, Xavier Moreira, adiantou que o caso foi confirmado na segunda-feira à tarde no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, onde “a idosa deu entrada devido ao problemas renais e respiratórios de que já padecia”.

“A direção já pôs em marcha o plano de contingência e está a tomar todas as medidas necessárias em articulação com as autoridades de saúde e o Centro Distrital da Segurança Social. Hoje mesmo vamos começar a testar todos os idosos e funcionários da instituição”, acrescentou o pároco da freguesia.

Além do lar, com 42 idosos, o Centro Paroquial de Promoção Social e Cultural de Darque, na margem esquerda do rio Lima, dispõe ainda de uma unidade de cuidados continuados de média e longa duração, com 32 utentes.

“Estamos a fazer todos os esforços, seguindo as orientações da autoridades competentes. Vão testar os utentes das duas respostas e os 90 funcionários. Uma da equipa funcionários vai em quarentena num espaço confinado que a instituição dispõe”, acrescentou o padre.

A unidade de cuidados continuados de média e longa duração foi construída pelo Centro Paroquial de Promoção Social e Cultural de Darque, ligado à Igreja Católica, que custou mais de 1,5 milhões de euros, dos quais cerca de 800 mil euros foram suportados pela instituição através de verbas próprias e com donativos da população.

A unidade de cuidados continuados de Darque abriu em agosto de 2013 com as primeiras 16 camas, no âmbito de um acordo assinado com o Estado, mais de um ano depois de estar concluída. Em 2014, no âmbito de um acordo assinado com o Estado, aumentou a capacidade para o dobro de camas.

Esta unidade de cuidados continuados integra um projeto mais alargado daquele centro e no qual foram investidos 3,8 milhões de euros – 2,3 milhões provenientes de fundos comunitários -, para instalar outras valências de apoio social como um lar de idosos, apoio domiciliário, centro de dia, creche e ATL (atividades de tempos livres).





Notícias relacionadas


Scroll Up