Fotografia: DR

GNR alerta para tentativas de burla neste momento particular de fragilidade

Já foi feita uma detenção em Vieira do Minho

José Carlos Ferreira
31 Mar 2020

O momento em que se pede a todos para ficar em casa como forma de combater o Covid-19 é aproveitado por alguns para a realização de burlas junto das pessoas que se encontram fragilizadas com esta pandemia.
Segundo o Comandante Distrital da GNR de Braga, todas as valências deste Comando, desde a Proteção da Natureza e do Ambiente, às patrulhas dos Postos Territoriais e, principalmente, as secções de Prevenção Criminal, têm realizado, a par da sensbilização das populações, um trabalho com vista a identificar tentativas de burla, salientando que algumas até chegaram a ser consumadas.
Por isso, salientou o coronel Borlido da Rocha, esta é uma das preocupações da GNR «desde o prineiro momento», principalmente junto da população mais idosa.
Ao Diário do Minho, o Comandante, quando questionado sobre que tipo de burlas estão a ser concretizadas neste território distrital, disse que os burlões se têm centrado a iludir as pessoas com discursos e soluções fictícias em relação à Covid-19.
«Os burlões direcionaram a abordagem inicial para o apoio à questão do Covid-19, apresentando-se, por exemplo, para a realização de testes ou questionando as pessoas se precisam de algum apoio. Esta é factual, em Vieira do Minho o Posto Territorial efetuou uma detenção de um indivíduo que se fazia passar por médico e questionava se alguém precisava de apoio. Digamos que, em termos gerais, as abordagens são diversas», salientou.
Na eventualidade das pessoas desconfiarem de alguém quen está a tentar burlar a população, o Comandante Distrital da GNR de Braga deixa um conselho de como deve atuar.
«Desde logo, evitar dar réplica à abordagem e, de imediato, informar o Posto local ou, através do 112, as autoridades, porque só assim é que nós conseguiremos ter uma resposta eficaz para este tipo de situações», disse.
Entretanto, o coronel Borlido da Rocha fez saber que, no apoio às populações, para além de prevenir as pessoas para eventuais burlões, os militares da GNR têm identificado e sinalizado situações que possam carecer de algum tipo de necessidade.
A GNR, salientou, se for preciso, pode mesmo servir de interlocutor junto das diversas entidades para que os apoios possam efetivamente chegar às pessoas.





Notícias relacionadas


Scroll Up