Fotografia:
Messi e Guardiola doam um milhão de euros cada para combate ao Covid-19

SC Braga (cerca de 300 mil euros) e Benfica (1 ME), Cristiano Ronaldo, Pedro Goçnalves e o empresário Jorge Mendes, entre outros, também doaram verbas para combater a Covid-19.

25 Mar 2020

Unidos na solidariedade. O astro argentino Leo Messi e o treinador Pep Guardiola, que conquistaram, juntos, muitos títulos no Barcelona, doaram um milhão de euros cada para ajudar no combate ao novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, que já infetou mais de 400 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 18.000.

A verba oferecida pelo avançado do Barcelona, segundo adianta o jornal Mundo Deportivo, vai «dividir-se entre uma clínica em Barcelona e um centro hospitalar na Argentina» e destina-se a «comprar material médico para ajudar a combater a pandemia que paralisou a Espanha nos últimos dias».

A clínica catalã recorreu às redes sociais para agradecer a doação de Messi. «Muito obrigado Leo, pelo teu compromisso e pelo teu apoio», pode ler-se.

 

O técnico do Manchester City, campeão inglês, doou um milhão de euros à Fundação Àngel Soler Daniel, entidade gerida pelo Colégio Oficial de Médicos de Barcelona, que se destina a adquirir equipamento médico necessário ao combate à pandemia da Covid-19, nomeadamente material médico de proteção ( luvas, óculos, máscaras e desinfectante), ventiladores e outro material» que, depois, será distribuído «nos centros hospitalares e residências na região da Catalunha», revelaram, hoje, os media de Inglaterra.

 

 

 

 

 

 

 

 

Em Portugal, Benfica (um milhão de euros) e SC Braga (perto de 300 mil euros), e ainda alguns jogadores, como foi o caso do famalicene Pedro Gonçalves, também fizeram doações para combater a Covid-19.

 

 

 

 

O futebolista internacional português Cristiano Ronaldo e o empresário Jorge Mendes também estão na luta e vão equipar totalmente duas unidades de cuidados intensivos no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), anunciou a unidade de saúde na sua página de Facebook.

 

 

Estes dois espaços, com dez camas cada, terão ventiladores, monitores cardíacos, bombas e seringas infusoras, equipamento essencial na assistência ao doente crítico com Covid-19.





Notícias relacionadas


Scroll Up