Fotografia: Google

Prisão preventiva para assaltantes do armazém da churrasqueira Luanda

Tribunais.

Nuno Cerqueira
19 Mar 2020

«Prisão preventiva», decretou hoje o Tribunal de Braga aos quatro assaltantes da conhecida Churrasqueira Luanda, situada na travessa da Conselheiro Lobato, no centro de Braga.

Os indivíduos foram apanhados em flagrante quando procediam ao furto de enormes quantidades de bens alimentares daquele estabelecimento comercial.

Segundo informações obtidas pelo Diário do Minho, a PSP de Braga foi alertada pelos moradores através de chamada telefónica.

«Estaria a decorrer um furto a uma garagem que serve de armazém de um estabelecimento de restauração. Aquando a chegada ao local, foram surpreendidos quatro suspeitos, que se preparavam para abandonar o local. Um dos suspeitos conduzia a viatura, que se encontrava completamente carregada com bens alimentares, que haviam furtado da referida garagem», relata a PSP.

Ora, no total os quatro larápios, com idades entre os 27 e os 46 anos, furtaram bens no calor de 1302,70 euros.

«O armazém em causa encontrava-se aberto e a fechadura da porta de entrada danificada. Foi-lhes encontrado ainda, no interior da viatura um martelo com o qual terão forçado a porta para arrombar», destacou ainda a PSP, indicando que o alerta ocorreu hoje de madrugada.

«De referir, que o estabelecimento de restauração encontra-se fechado como medida de prevenção provocado pela pandemia – Covid 19», acrescentou ainda a PSP, referindo ainda que «esta Polícia, continua empenhada e nesta altura especialmente atenta em dar resposta às necessidades acrescidas de prestação de segurança e apoio à população, procurando evitar que nestas alturas de crise pessoas sem qualquer tipo de escrúpulos se aproveitem dos mais vulneráveis».





Notícias relacionadas


Scroll Up