Fotografia: DR

Lares das Misericórdias do distrito já usam novas tecnologias para comunicar com a família

União das Misericórdias Portuguesas montou nos lares tablets e ecrãs para que se possa proceder a comunicações por skype e WhatsApp

Carla Esteves
18 Mar 2020

A maioria dos lares das Misericórdias  do distrito de Braga já dispõe de computadores com écrans grandes ou tablets para que os idosos, que estão impedidos de receber visitas devido à Covid-19, possam fazer videochamadas e comunicar via “Skype” ou “WhatsApp”, aligeirando as saudades da família e prevenindo os efeitos nefastos da solidão e do isolamento social.

A medida, promovida pela União das Misericórdias Portuguesas, sortiu a melhor resposta no Minho, e são muitos os lares que têm potenciado a possibilidade das visitas virtuais.

O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Braga, Bernardo Reis, revelou ao Diário do Minho, que nos três lares em Braga, nomeadamente D. Diogo de Sousa, Nevarte Gulbenkian e Nossa Senhora da Misericórdia, foram também instalados dispositivos

«Os utentes têm a possibilidade de falar com as famílias através de chamadas via “skype”, para amenizar as saudades dos familiares, que não os podem visitar nesta altura. Nos idosos o isolamento é ainda mais complicado e pode ter consequências muito graves, como a depressão e a ansiedade, que medidas como esta podem ajudar a mitigar», referiu Bernardo Reis.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up