Fotografia: Jorge Oliveira

Fiéis exortados a aceitarem medidas a decretar

Arcebispo de Braga pede que se acate o Estado de Emergência

Jorge Oliveira
18 Mar 2020

O Arcebispo de Braga pediu hoje aos cristãos da Arquidiocese que se disponham a aceitar voluntariamente «tudo» o que for solicitado pelas autoridades ao abrigo do Estado de Emergência, aprovado pelo Parlamento.

D. Jorge Ortiga deixou este apelo na Eucaristia que concelebrou na capela do Paço Arquiepiscopal, transmitada em direto na página online da Arquidiocese.

«Esperemos que este Estado de Emergência não seja compulsivamente acolhido por nós. Somos responsáveis e por nossa iniciativa pessoal cumpriremos tudo quanto determina. Pode não ser fácil mas importa tornar este tempo fecundo, ele poderá também trazer muito de positivo», disse o prelado.

Acompanhado pelo bispo auxiliar, D. Nuno Almeida, e pelo padre Paulo Terroso, reitor da Basílica dos Congregados, o Arcebispo de Braga colocou nas intenções desta celebração de modo particular os idosos, as pessoas sozinhas e os doentes, e chamou à atenção dos familiares, vizinhos e amigos para o dever de continuarem a «valorizar a fraternidade».

«Ninguém deve ser marginalizado ou esquecido. Precisámos, por isso, de estar permanentemente atentos às pessoas vulneráveis. Somos responsáveis pelos nossos vizinhos e conhecidos», alertou.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up