Fotografia: DR

Comissão Justiça e Paz apela ao apoio aos grupos mais vulneráveis

Órgão dependente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) afirma que impõe-se, nesta ocasião, «superar uma mentalidade individualista», desde logo limitando as deslocações ao essencial.

Redação/Lusa
17 Mar 2020

A Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP) apelou a que seja dado «todo o apoio aos grupos mais vulneráveis, como os idosos, evitando de todos os modos que eles tenham que se expor a riscos» face à Covid-19.

Numa nota publicada na sua página na Internet, a CNJP, órgão dependente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), sublinha que esta pandemia representa um «desafio à solidariedade social. Só nesse espírito ela poderá ser vencida».

«Uma pandemia faz correr o risco de ver no outro uma ameaça, alguém que nos pode contaminar. Há o risco de que prevaleça a mentalidade do ‘salve-se quem puder’, ou ‘cada um por si’. Também há o perigo do reforço da xenofobia, quando se encara o estrangeiro como potencial transmissor. Pelo contrário, o combate à pandemia exige uma consciência mais apurada do bem comum», refere a nota do órgão liderado por Pedro Vaz Patto.

Segundo a CNJP, impõe-se, nesta ocasião, «superar uma mentalidade individualista», desde logo limitando as deslocações ao essencial.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up