Fotografia: DR

Famílias, escolas e comunidade criam “rede” para reduzir efeitos da quarentena nas crianças

Ideias para “sobreviver” à quarentena com os mais pequenos

Carla Esteves
14 Mar 2020

A decisão foi tomada. A partir de segunda-feira e até ao final do mês todas as escolas do país suspenderão as suas atividades letivas. Mas antes da notícia ter sido formalmente confirmada pelo primeiro-ministro já algumas instituições privadas e alguns pais, por iniciativa própria, se tinham decidido pela permanência no lar.

Mas se a restrição de contactos sociais é considerada imprescindível  para ultrapassar com sucesso este período de pandemia, como ajudar as crianças a gerir este período de ansiedade, agora que estão privadas das suas rotinas e longe dos seus amiguinhos?

Plataformas escolares, redes sociais de pais, sites institucionais têm-se unido, nos últimos dias, numa verdadeira resposta por parte da comunidade, tentando, de alguma maneira, encontrar formas para apoiar pais, avós e cuidadores de crianças em isolamento, ajudando-os a minorar o impacto da situação atual.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up