Fotografia: DR

UMinho alarga suspensão de aulas a toda a universidade

(em atualização)

10 Mar 2020

As aulas acabam de ser suspensas em toda a Universidade do Minho. Um despacho do reitor, emitido já esta terça-feira, determina «a suspensão das atividades letivas presenciais em toda a Universidade do Minho». Esta medida vai afetar cerca de 20 mil alunos de ambos os campi.

O documento assinado por Rui Vieira de Castro explica que esta decisão teve em consideração «o teor das interações realizadas nestes últimos dias entre a Universidade do Minho e as autoridades de saúde e proteção civil».

O reitor lembra «o agravamento da situação sanitária na região norte do país nas horas recentes».

Rui Vieira de Castro destaca ainda a necessidade de «atenuar o quadro de grande instabilidade que afeta a vida da Universidade» e de a UMinho «assumir uma posição que contribua ativamente para a prevenção e o controlo da COVID-19».

Esta determinação junta-se às medidas que já tinham sido tomadas pela academia minhota, depois de um aluno ter sido infectado com o novo coronavírus.

Neste âmbito, na manhã de ontem, o reitor deu conta que há 90 estudantes em quarentena profilática voluntária nas residências de Santa Tecla e  Lloyd Braga.

No despacho, Rui Vieira de Castro apela a que «todos os membros da comunidade universitária assumam uma posição serena e responsável, contribuindo para que a Universidade lide da melhor forma com a crise que enfrenta».

«O modo como a comunidade universitária tem reagido à situação adversa que hoje vivemos revela um elevado grau de maturidade da Universidade e reforça o seu papel como Instituição de referência», declara.

Na sequência deste despacho, a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUMinho) já anunciou que «os transportes entre os Campi de Gualtar e Azurém estarão apenas a funcionar em regime de serviços mínimos».

A AAUMinho informou também que o Gabinete de Apoio ao Aluno do Campus de Azurém vai estar encerrado, a partir de hoje. Em Braga, o Gabinete de Apoio ao Aluno do Campus de Gualtar e o Espaço AAUM estão também encerrados, igualmente «por tempo indeterminado».

 

 





Notícias relacionadas


Scroll Up