Fotografia: DM

Trabalhadores do Hospital de Braga “culpam” o Governo por não evitar greve

Indignados, os trabalhadores do Hospital de Braga culpam o Governo por não evitar a greve num hospital referenciado para tratar os casos de infeção por coronavírus, e dizem que a paralisação poderia ter sido evitada com a marcação de uma data para assinatura do acordo colectivo de trabalho

Carla Esteves
10 Mar 2020

Os trabalhadores do Hospital de Braga manifestaram-se hoje junto à entrada principal daquela unidade de saúde, tendo também cumprido o primeiro de dois dias de greve anunciados contra a discriminação de que dizem ser alvo, no que respeita à aplicação dos Acordos Coletivos de Trabalho, e consequentemente aos horários e salários base. 

Recordando que o Hospital de Braga é uma das unidades de saúde selecionadas para tratar os casos de infeção por COVID-19, o Sindicato em Funções Públicas e Sociais do Norte (STFPSN), afeto à CGTP, mostrou ontem a sua indignação perante o «desinteresse da instituição em resolver a situação assinando o acordo coletivo de trabalho (ACT) que permitiria desconvocar a greve».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up