Fotografia: DR

Fechar fronteiras e quarentena forçada podem ser medidas “extremas” do Governo

Sobe para 31 os casos em Portugal.

Nuno Cerqueira
9 Mar 2020

O Governo português não coloca de parte realizar algumas medidas extremas face ao novo coronavírus. Estas podem mesmo passar pelo encerramento de fronteiras e obrigar pessoas a um isolamento forçado.

No entanto a secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, acredita na responsabilidade dos portuguesas e julga não ser necessário medidas como as que estão acontecer na Itália.

«Os portugueses compreenderam que a chave para o combate à Covid-19 é conter o vírus nesta fase, para que não haja um aumento exponencial do número de infetados», disse hoje em declarações à TSF (ver aqui).

«Estaremos em condições [de garantir quarentenas forçadas], mas estamos convencidos de que isso não será necessário», reforçou Patrícia Gaspar.

O número de infetados sobe para 31 em Portugal.





Notícias relacionadas


Scroll Up