Vídeo: Nuno Cerqueira

Solidariedade.

Nuno Cerqueira
1 Março 2020

Quando  saiu de casa, na Aguçadura, no concelho da Póvoa de Varzim, Gabriel, menino com 13 anos e que sofre de doença degenerativa dos ossos que o limita totalmente, pensava que ia para mais um consultório qualquer.

No entanto a ambulância dos Bombeiros Voluntários de Fão (BVF) levou-o para outro local: aos quartel dos bombeiros.

«Isto é uma enorme surpresa. Sempre quis entrar num quartel de bombeiros», frisou ao Diário do Minho Gabriel, um criança que domina como ninguém a linguagem dos bombeiros, fruto dos problemas de saúde, mas também de uma curiosidade energia que tem.

«Ele está preso a uma cadeira de rodas, porque já não consegue controlar os movimentos, Ficará acamado um dia, mas ele é um lutador. Conhecemos o Gabriel no seio de uma família carente e que precisa de ajuda», relatou Natália Casais, que juntamente com Rui Morais, dos BVF, organizaram a surpresa e uma campanha que recolheu bens alimentares, roupa, pomadas musculares e brinquedos para a família do Gabriel.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]


Outros Vídeos

Scroll Up