Fotografia: DR

Armindo Araújo venceu Rali Serras de Fafe

Piloto de Santo Tirso passa a liderar o Nacional de ralis.

Redação/Lusa
29 Fev 2020

Armindo Araújo (Skoda Fabia R5) venceu hoje o Rali Serras de Fafe e Felgueiras, prova de abertura do Nacional – que passou a liderar -, marcada por um acidente do estónio Ott Tanak (Hyundai i20), sem consequências físicas.

Armindo Araújo, que persegue o sexto título nacional, terminou as 13 especiais da prova com o tempo de 1:36.43,7 horas, deixando o segundo classificado, Bruno Magalhães (Hyundai i20 R5), a 1.26 minutos.

O campeão Ricardo Teodósio (Skoda Fabia Evo R5) perdeu o segundo lugar na derradeira especial, em Luilhas, fechando o pódio a 1.30,5 minutos do vencedor.

«Conseguimos fazer um bom rali, estivemos sempre confortáveis, o carro não deu problemas e isso deu-nos sempre muita confiança», referiu Armindo Araújo, em declarações à agência Lusa.

A prova minhota ficou ainda marcada pelo despiste do campeão mundial em título, que participou no rali como forma de preparação para a próxima ronda do Mundial, no México.

Tanak, que não contava para efeitos de classificação, despistou-se na segunda passagem pela Lameirinha, o mesmo troço em que desistiu o russo Nicolay Gryazin (Hyundai i20 R5), líder da prova até esse momento.

De acordo com a organização, ambos os pilotos estão bem.

«Estavam condições muito difíceis, com nevoeiro, lama e chuva e eles acabaram por ficar lá. O nosso objetivo eram as contas do campeonato português. Mostrámos um bom andamento e tivemos o arranque de campeonato que ambicionávamos. Em termos organizativos foi um excelente rali», concluiu Armindo Araújo.

O piloto português somou também o máximo de pontos, ao vencer a ‘power stage’, na Lameirinha, no troço em que desistiram Gryazin e Tanak.

A próxima prova do campeonato nacional de ralis decorre entre 27 e 29 de março, nos Açores.





Notícias relacionadas


Scroll Up