Fotografia: DM

Investigação de vanguarda produzida no INL «interessa ao mundo da defesa nacional»

O ministro da Defesa esteve esta tarde no INL.

Rita Cunha
27 Fev 2020

O Ministério da Defesa Nacional vê com bons olhos uma futura cooperação com o INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia dada a investigação de vanguarda que ali se faz.

«A promoção das indústrias de defesa, que é uma área de crescente importância para a economia nacional, é um dos objetivos que temos no Governo. Estamos atualmente a reestruturar as nossas indústrias de defesa e é muito interessante aquilo que se vai fazendo em termos de investigação e que, depois, pode estabelecer uma ponte para a indústria da defesa», referiu o ministro da Defesa, hoje, durante uma visita àquele laboratório localizado em Braga.

Como exemplo de setores de aplicabilidade desta cooperação, João Gomes Cravinho referiu o da aeronáutica, «um dos mais importantes e de maior crescimento para a indústria». «É uma das áreas que tem potenciais aplicações a serem desenvolvidas aqui [no INL]», referiu, sublinhando, contudo, que «não compete ao Governo fazer esse trabalho de ligação», mas sim às empresas».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up