Fotografia:
Enfermeiros do Hospital de Braga ameaçam partir para “a luta”

Implementação do salário-base de 1.201 euros.

Redação
11 Fev 2020

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) ameaçou hoje partir para “a luta” se o Hospital de Braga não atender as suas reivindicações, entre as quais a implementação do salário-base de 1.201 euros para todos os enfermeiros que ali trabalham.

Segundo Nelson Pinto, do SEP, é “inaceitável” que ainda haja 148 enfermeiros que recebem 1.060 euros de salário-base.

“Isto leva a injustiças gritantes, com colegas com três, quatro ou cinco anos de casa a ganharem menos do que outros que entram agora sem experiência alguma”, referiu, durante uma concentração de enfermeiros à porta do Hospital de Braga.

Disse que a reivindicação já foi exposta ao Conselho de Administração em novembro, “mas até hoje nada mudou”.

Na segunda-feira, em comunicado (ver aqui), o Hospital de Braga anunciou que está a ultimar o procedimento de adesão aos acordos coletivos de trabalho, para universalizar o horário de 35 horas semanais e garantir as atualizações salariais.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up